Luso Academia

Início » 00 Geral » Economia do Ambiente

Economia do Ambiente

Objeto de estudo da economia do ambiente

Falha de Mercado

A falha de mercado é considerada como uma situação na qual a disponibilização de bens e serviços por um mercado livre não é eficiente, muitas vezes cria a perda do bem-estar social

A falha de mercado surge quando a eficiência não é alcançada

As fontes de falha do mercado são:  

  • Competição imperfeita 
  • Bens públicos 
  • Externalidades
  • Informação assimétrica….
Figura 1: A imagem acima ilustra uma falha de mercado com uma fonte de informação assimétrica

Falha de Mercado – Argumentação sobre a intervenção do estado

  • O estado “mínimo”  deve intervir apenas para garantir o funcionamento da economia;
  • Se essa intervenção “mínima”  é capaz de alcançar a eficiência depende da  estrutura da economia;
  • Fora desta configuração, existem muitas circunstâncias em que a eficiência não será alcançada;
  • Quando existe falha do mercado, há argumentos económicos para considerar que a intervenção do governo possa ser benéfica;
  • Mas isso não implica que a intervenção seja sempre benéfica;
  • Em todos os casos, deve ser demonstrado que essa intervenção tem a  capacidade de melhorar o que a economia não regulamentada pode alcançar;
  • Isso pode não ser possível se a escolha das ferramentas de política são  limitadas ou a informação do governo é restrita;
  • É preciso reconhecer que as ações do estado e as políticas que pode escolher,  muitas vezes são restritas mesmo pelas características da economia, o que pode tornar o resultado do mercado ainda mais ineficiente (intervenção do governo pode falhar).

Razões para que a intervenção do governo possa falhar

  • O Governo não tem incentivos para corrigir o problema;
  • O Governo não possui informações suficientes para lidar com o problema;
  • A intervenção nos mercados é quase sempre mais complicada do que parece  inicialmente;
  • A natureza burocrática da intervenção governamental não permite por vezes a atuação mais apropriada;
  • A intervenção governamental leva a mais intervenção governamental.

Bens Públicos

Definições: Bens Públicos são bens económicos com características específicas:

Tipologia dos bens públicos

Características dos bens públicos e privados:

Externalidades

  • Situações em que o Bem-Estar de cada agente depende de ações e decisões de outros agentes que não ele próprio;
  • Ações que vêm extra mercado – fora do mercado;
  • As externalidades podem ser positivas ou negativas;
  • As externalidades tanto podem ser no consumo como na produção;
  • As externalidades são uma falha de mercado porque levam a ineficiência;
  • Existe uma externalidade quando há consequências para terceiros que não são levadas em conta por quem toma a decisão;
  • O exemplo prototípico de uma externalidade negativa é a poluição ambiental.

Externalidades – Exemplos

Óptimo de Pareto

O “óptimo de pareto” ocorrerá, quando existe uma situação (A) onde ao se sair dela para que “um ganhe”, pelo menos “um perde”, necessariamente.

Situação: Zona acadêmica de aluguer de imóveis para estudantes:

Óptimo de Pareto – Exemplo

Figura 2: Situação de ótimo de pareto

A imagem acima mostra uma situação clássica de ótimo de pareto, onde para se sair dela para que um ganhe será necessário que um perde.


Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Donativos

Donate Button

Localização

wordpress com stats
%d bloggers like this: